Corpo

Remédio natural para Alzheimer

No início há pequenos episódios de esquecimento, normalmente aceites pelos membros da família como parte do processo normal de envelhecimento, que se tornam mais graves.

Os doentes de Alzheimer confundem-se e começam a mostrar mudanças de personalidade, com alterações de comportamento e acabam por não reconhecer os seus próprios familiares e até a si próprios quando colocados em frente de um espelho.

À medida que a doença progride, tornam-se cada vez mais dependentes dos outros, começam as dificuldades de locomoção, a comunicação torna-se inviável e começam a precisar de cuidados e supervisão permanentes, mesmo para actividades básicas da vida diária como alimentação, higiene, vestir-se, etc.

Muitas vezes pode ser difícil distinguir entre as mudanças características do envelhecimento e os primeiros sinais da doença de Alzheimer. A perda de memória é uma característica natural do envelhecimento.

Mas quando a perda de memória começa a perturbar a vida quotidiana de uma pessoa, já não estamos a falar de algo natural, mas do que poderia ser um sintoma de demência.

banner1 1

Num cérebro saudável existem milhares de milhões de neurónios (células nervosas) que geram impulsos eléctricos e sinais químicos que nos ajudam a pensar, recordar e sentir.

Nas pessoas com doença de Alzheimer, os neurónios começam a morrer, afectando a produção normal de impulsos e sinais no cérebro. A principal característica da doença é a formação de placas emaranhadas no cérebro. Estas placas são constituídas por proteínas normalmente inofensivas chamadas beta-amilóide. Pensa-se que pode haver um defeito genético nestas proteínas que contribua para o desenvolvimento da doença.

ESTIMULAR O CÉREBRO

Nunca é demasiado tarde para estimular o cérebro e exercitá-lo diariamente pode fazer a diferença:

  • Aprender uma língua ou praticar um novo passatempo
  • Tentar actividades diferentes, fazer puzzles ou tornar-se um perito em palavras cruzadas, Scrabble ou Sudoku
  • Ouvir música, aprender a tocar um instrumento musical ou dançar: qualquer uma destas actividades estimula o cérebro
  • Ensinar os outros: esta é uma óptima forma de reter informação, pois é necessário conhecê-la suficientemente bem para a poder explicar eficazmente
  • Esteja atento ao que se passa à sua volta: ouça o som da água enquanto toma banho ou saboreia o leite que bebe ao pequeno-almoço
  • Contar anedotas: esta é uma óptima forma de desafiar o cérebro, bem como de ensinar. Um sentido de humor pode ter efeitos muito positivos na memória
  • Em vez de escrever uma lista de afazeres, visualize-a mentalmente, como um desenho. A partir disto, construir ramos, subcategorias, etc. Este exercício funciona a imaginação e força-o a associar ideias e outras imagens
Tratamento Natural para Alzheimer

Sinais e Sintomas

• Confusão e desorientação;
• Depressão;
• Dificuldade em executar tarefas domésticas (por exemplo, cozinhar ou atar atacadores de sapatos);
• Dificuldade com o pensamento abstracto (por exemplo, lidar com números);
• Perda de memória gradual;
• Aumento do esquecimento;
• Perda de julgamento (dificuldade em resolver problemas quotidianos);
• Paranóia;
• Mudanças de personalidade (humor).

Os sintomas e a progressão da doença variam de indivíduo para indivíduo. À medida que a doença progride, verifica-se um declínio nas competências linguísticas e na capacidade de executar tarefas. A duração média entre o diagnóstico da doença e a morte é de cerca de oito anos, mas algumas pessoas vivem durante mais de dez anos.

Factores de Risco:

Idade: a doença é mais comum em pessoas com mais de 65 anos, mas pode raramente afectar pessoas com idade inferior a 40 anos.
Toxicidade ambiental: a poluição e o tabagismo levam ao excesso de radicais livres. Algumas investigações relacionaram a exposição ao alumínio e ao mercúrio com a doença.
História familiar: ter um pai ou irmão com a doença aumenta o risco, uma vez que há mutações genéticas que podem ser herdadas.
Género: as mulheres estão em maior risco
Lesões na cabeça: alguns estudos demonstraram que as lesões na cabeça aumentam o risco de doença de Alzheimeros resultados de um grande estudo sugerem que as mulheres que tomam estrogénio após os 65 anos de idade correm um risco acrescido de desenvolver a doença de Alzheimer.
Estilo de vida: estilos de vida sedentários, obesidade, má alimentação e tabagismo aumentam o risco. Uma diabetes mal controlada aumenta o risco.

Alzheimer sintomas

Conselhos práticos para os cuidadores de Alzheimer

Os portadores de doentes de Alzheimer sofrem muitas vezes tanto, se não mais, do que os próprios doentes. É muito fácil cair num estado de desânimo e exaustão. Para manter o equilíbrio emocional e lidar melhor com a vida quotidiana da doença, é importante manter um diálogo constante e honesto entre a família, o paciente e a equipa médica e social. A compreensão do que está a acontecer ajuda a aliviar o stress e a reduzir a ansiedade.

Existem várias associações às quais o prestador de cuidados pode recorrer para obter apoio. Não deixe o bem-estar do seu ente querido depender apenas de si e continue a desfrutar de actividades sociais. Embora por vezes seja difícil, não leve o comportamento do paciente a peito e tente sempre ser paciente.

Em termos práticos, deve seguir alguns conselhos:

  • Tornar a casa adequada, limpar os corredores para evitar quedas
  • Utilize notas adesivas para recordar as tarefas necessárias ou mesmo informações simples e cole-as em locais visíveis (na porta do frigorífico, por exemplo)
  • Escrever o nome de cada membro da família numa fotografia onde todos estejam presentes
  • Criar rotinas que ajudem o paciente e os façam sentir-se integrados e úteis
  • Não deixar o doente sair sozinho
  • Obter um coldre que se prende à cintura para que o paciente possa levar o telemóvel sempre consigo, mesmo em casa
  • Tenha um número de emergência nos números de marcação rápida no seu telemóvel
Alzheimer tratamento

Poder Antioxidante

Um estudo americano descobriu que um grupo de pessoas idosas com alguma perda de memória que consumia dois copos e meio de sumo de arando por dia durante 60 dias, se saía melhor nos testes de memória do que o grupo de pessoas idosas que não bebiam sumo de arando.

Os arandos são uma fonte importante de antioxidantes, que se pensa terem um efeito protector contra certas doenças.

Os ácidos gordos omega-3, que se encontram em abundância no salmão, sardinhas ou nozes, são também uma classe de antioxidantes que deve integrar nos seus menus.

O diagnóstico da doença de Alzheimer é feito essencialmente através da história clínica e da entrevista médica. As imagens complementares (tomografia, ressonância magnética) e os testes analíticos não ajudam ao diagnóstico e são essencialmente úteis para excluir outras causas de demência.

Actualmente, não há tratamento que possa travar a progressão da doença. A abordagem médica visa principalmente ajudar a manter as funções cognitivas e sociais e aliviar os sintomas, utilizando drogas para corrigir desequilíbrios químicos no cérebro e para gerir problemas comportamentais, juntamente com outras terapias comportamentais.

Em caso de dúvida sobre se os problemas de memória são uma indicação de algo mais grave do que o processo normal de envelhecimento, consulte um especialista.

O diagnóstico precoce da doença pode ser crucial, uma vez que os tratamentos existentes são mais eficazes quando ainda existem células cerebrais para os medicamentos actuarem.

Alzheimer é o tipo mais comum de demência, com uma deterioração global, irreversível e progressiva de várias funções cognitivas (memória, atenção, concentração, raciocínio, linguagem, entre outras).

Esta deterioração causa mudanças de comportamento, personalidade e capacidade funcional, dificultando a realização de atividades cotidianas.

Portugal é o quarto país da OCDE com mais casos de demência, de acordo com um relatório publicado em junho deste ano, atrás apenas da Alemanha, Itália e Japão.

O mesmo relatório aponta que a resposta de Portugal a essas descobertas é muito pobre, com falta de especialistas para acompanhar os pacientes e falta de programas para detectar a doença.

E o cenário está previsto para piorar, esperando-se que o país fique em 3º lugar em termos do número de pacientes com demência até 2037.

Os sintomas podem ser muito sutis nos estágios iniciais da doença de Alzheimer, piorando à medida que as células cerebrais morrem. No entanto, o Alzheimer freqüentemente mostra seus primeiros sinais através de lapsos de memória e dificuldade em encontrar as palavras certas para os objetos do cotidiano.

Vários estudos científicos demonstraram que a dieta influencia significativamente a probabilidade de desenvolvimento do mal de Alzheimer, uma patologia neurodegenerativa que causa perda de memória, mudanças de comportamento e personalidade, e diminuição da capacidade funcional, entre outros sintomas.

A demência, ligada a doenças como o Alzheimer, só aparece a partir dos 60 anos, embora também possa ocorrer em idades menos avançadas, com sintomas iniciais como perda de memória de curto prazo, atenção, concentração, bem como problemas em realizar determinados movimentos ou reconhecer rostos e objetos.

O aumento da expectativa de vida em todo o mundo aumenta potencialmente o número de casos de demência, pois esta doença está ligada à idade, e este problema não é exclusivo dos países desenvolvidos com populações mais velhas

Em geral, os pacientes com Alzheimer são deficientes em vários nutrientes, tais como selênio, fibras, ferro e vitaminas B, C, K e E.

Ao mesmo tempo, diferentes tipos de estudos epidemiológicos forneceram informações sobre os efeitos positivos dos ácidos graxos ômega-3 e micronutrientes como as vitaminas do complexo B, vitaminas E, C e D.

Alimentos que ajudam a prevenir a demência do tipo Alzheimer

CHÁ, CAFÉ E CHOCOLATE

A cafeína, quando consumida regularmente, tem efeitos benéficos contra certos distúrbios neurológicos, incluindo a demência de Alzheimer.

Neste sentido, alimentos como café e chá, graças ao seu teor de cafeína, são um estimulante psicoativo que causa maior alerta e melhor desempenho cognitivo.

VINHO VERMELHO

Nos últimos dez anos, vários estudos relataram uma redução significativa no risco de declínio cognitivo, demência ou doença de Alzheimer em pessoas que consomem quantidades moderadas de álcool, especialmente vinho tinto, em comparação com pessoas que não consomem álcool.

istockphoto 992024928 612x612 1

CITRUS (laranja, tangerina, clementina e limão)

Essas frutas protegem os neurônios do estresse oxidativo causado pelos radicais livres, substâncias que produzimos naturalmente, mas que também são introduzidas no organismo através de fontes externas como exposição ao sol, poluição, estresse, bebidas alcoólicas, alimentos insalubres e fumo.

OLEAGINS

Nozes, amêndoas e nozes fazem parte da lista de alimentos que previnem a demência. As sementes oleaginosas têm uma alta concentração de gorduras boas, que beneficiam a saúde cardiovascular, bem como o cérebro.

PEIXES GORDOS

Este tipo de peixe – como o salmão, cavala ou sardinha – ajuda a retardar o declínio cognitivo. Os ácidos graxos são essenciais para o bom funcionamento celular. O Ômega 3 ajuda a proteger o cérebro, parando os danos cerebrais causados pelo estresse oxidativo.

Os lipídios são um componente importante do cérebro e constituem mais de 60% do seu peso. Embora o peixe oleoso seja uma das melhores fontes naturais deste tipo de gordura, ele não é o único. Algumas nozes, tais como nozes e amêndoas, são outra alternativa a ser considerada em sua dieta.

istockphoto 1204489637 612x612 1

BAGAS VERMELHAS

Pesquisas indicam que framboesas, morangos, mirtilos e amoras-framboesas têm uma forte afinidade com o cérebro. Estas frutas são fontes de antocianinas, substâncias naturais que dão cor roxa, azul e vermelha a alguns alimentos e têm ação antioxidante.

O ideal é consumir duas porções dessas frutas por semana.

istockphoto 538341300 612x612 1

Um em cada três casos de demência pode ser prevenido com estilos de vida saudáveis,

incluindo atividade física regular e hábitos alimentares saudáveis.

A idade e os genes são os principais fatores de risco para a demência, mas seu estilo de vida pode fazer a diferença na prevenção da doença

Comeralimentos e suplementos nutricionais ricos em zinco, magnésio, ácido fólico e vitaminas B6 e B12 são os aliados do cérebro.

No entanto, existem outros comportamentos preventivos que você pode adotar.

Prevenir a demência por Alzheimer

EMBORA NÃO HAJA CURA, HÁ ALGUNS HÁBITOS QUE VOCÊ PODE ADOTAR QUE AJUDARÃO A PROTEGER CONTRA A DOENÇA

1. Mantenha seu cérebro ativo

Jogar jogos de reflexão, ler, escrever, participar de atividades culturais, cozinhar novos pratos, conversar e manter-se em contato com outras pessoas. Vários estudos científicos internacionais têm demonstrado que tais atividades desempenham um forte papel preventivo.

2. Procurar antioxidantes e ácido fólico

Coma ameixas, uvas, kiwis, abacates, espinafres, brócolis, cebolas, milho, chá verde, grãos inteiros, feijão, lentilhas, morangos e bananas. Frutas, legumes, legumes e verduras são ricos em vitaminas e minerais essenciais, que melhoram a capacidade cognitiva.

3. Seja seletivo sobre o que você come

Escolha azeite de oliva, óleo de girassol, azeitonas, nozes, sementes, soja, margarina e peixe rico em ácidos graxos ômega-3, como salmão, cavala, atum e sardinha. De acordo com muitos especialistas, o consumo desses alimentos apóia a função cerebral.

4. Evitar gorduras

Evitar gorduras saturadas e alimentos refinados e/ou produzidos industrialmente, tais como frituras, doces, bolos e biscoitos. Limite também sua ingestão diária de carboidratos.

5. Exercício físico

Optar por atividades que estimulam o fluxo de sangue para o cérebro e as fazem por pelo menos meia hora por dia. Nadar, caminhar e correr são boas escolhas. Se preferir, faça outra atividade que aumente seu ritmo cardíaco, mas não exagere se não estiver acostumado a se exercitar regularmente.

istockphoto 1177089067 612x612 1

6. Ter uma vida social ativa

Ser voluntário ou sair para tomar café regularmente são atividades que o manterão socialmente ativo, o que é essencial na luta contra a demência

Pesquisas demonstraram que as pessoas que permanecem socialmente ativas até a velhice têm melhor função cognitiva e um menor risco de declínio cognitivo.

7. Eliminar os maus hábitos

Não fume, não beba álcool nem beba mais de um café por dia. Tente manter o estresse sob controle e dormir pelo menos oito horas por dia.

Dormir

Muito pouco ou muito pouco sono tem um impacto no desempenho intelectual, na memória e na concentração.

O adulto médio precisa entre sete e oito horas de sono por dia.

Mas, dependendo do indivíduo, o período pode ser mais longo ou mais curto. Para melhorar a qualidade de seu sono, faça de seu quarto um ambiente aconchegante, não o use como escritório e evite beber álcool ou cafeína durante a noite.

Quanto mais você exercitar seu intelecto, melhor, para manter seu cérebro ativo. Quando é subutilizado, a agilidade deste órgão é reduzida. Estude, leia, use sua criatividade e permaneça ativo

Jogar jogos e fazer palavras cruzadas também ajuda.

Apple’s Growth Machine Is Finally Starting to Sputter
HP, a Silicon Valley Icon, Is Ready for Its Break-Up
Altec Lansing LifeJacket 2 Review
Grain Audio OEHP.01 Review
5G Network Pickup Could Begin as Early as 2017, Says Nokia CEO
Review: Acer ICONIA A500: The Honeycomb Debutant
Whitman Readies Slimmed Down HP for Duel With Bulked-Up Dell
Sony MDR-ZX110 Review
Review: HTC Flyer tablet mates with slippery pen
Review: Motorola Xooms in with Honeycomb
10 Months and 2 Million Downloads Later, Vivaldi Browser Hits Beta
Five Gadget Gifts Between Rs. 5,000 and Rs. 10,000
Check Out Massive Discounts on Laptops, Speakers, Printers, and More
Sony MDR XB950BT Review
Absentia Tesseract VR First Impressions: A Promising Start, but Lots of Room to Improve
Nikon Coolpix P340 Review: Slim, Fast and Powerful
Mario & Luigi: Paper Jam Review
Review: HP TouchPad makes a mediocre tablet
OnePlus Icons Review
HTC Flyer Review
Review: ViewPad 10 features Windows and Android
Nokia CEO Says ‘Not in a Hurry’ to Get Back Into Smartphone Business
She Made Hard-Drive Wiping a $2 Million-a-Year Business
Black Friday Deals: Our Picks for Shopping From India
Just Cause 3 Review
Undertale Review
Canon PowerShot SX520 HS Review: A Worthy Purchase
Mimpi Dreams Review
Onida i4G1 Review
Nikon Coolpix L830 Review: Swivel and Zoom
Asus MeMO Pad ME172V review
Nexus 5X, iPad Air 2, Intel Compute Stick, TVs
Samsung Galaxy Tab 750 Review
Nikon Coolpix L120 Review
‘Dark Net’ Explores the Digital Age’s Toll on Us
Review: Lytro Camera
Review: Reliance 3G Tab
Review: Beetel Magiq
Review: Sony Tablet P
Zync Z999 Plus review
Videocon 40-inch Liquid Luminous Full-HD TV (KV40FH11CAH) Review
Review: Asus Transformer Prime
Micromax Funbook review
Creative Sound Blaster FRee Review
Zync Quad 9.7 review
Videocon VT10 review
Lava Etab Xtron review
Asus Fonepad review
New iPad: A polishing of the old
Microsoft Surface: First look
iBall Slide i7218 review
Samsung Galaxy Note 10.1 review
Sony Xperia Tablet Z review
Samsung Galaxy Note 800 review
Resident Evil 0 HD Review
Nokia C1 Leaked Again With Specifications and Fresh Images
Zync Quad 10.1 review
iPhone Error 53: Apple Wants a Monopoly on Repairs, Says iFixit
Facebook for iPhone a Resource Hog, Removal Boosts Battery Life: Report
Samsung Galaxy Note 800: First Impressions
BSNL Penta T-Pad WS802C review
Gionee Marathon M5 Review
Kindle Fire HD: First impressions
Micromax Funbook Pro review
iPad mini: First look
Dead Among Us Review: Zombie Archery Made in India
Rainbow Six Siege Preview: The Unlikely Social Game
Just Cause 3 Preview: Everything Is Better With Explosions
Cuphead Is Possibly The Most Beautiful Game You Will Never Finish
Fable Legends Shows You Don’t Have to Kill to be a Hero
The New Hitman Game Hasn’t Changed Much, and That’s Good
Metal Gear Solid V: The Phantom Pain Is Real and It’s Spectacular
Asus Strix Radeon R9 Fury DC3 4G Review: AMD’s Big Bet Almost Pays Off
Need for Speed Preview: Great but for One Major Concern
Kindle Fire HD review
Pac-Man 256 Review: A Modern Take on the Classic
Dreadnought Is Team Fortress 2 With Giant Spaceships
Amkette Evo Gamepad Pro Review: Good Build, Fun Gaming
Global 7 sell Samsung Galaxy Tab 3 series
Amazon Kindle Fire HDX review
Lava Etab Xtron+ review
Acer Iconia W3 review
Halo 5: Guardians Review
Kobo Arc review
Samsung Galaxy Note 10.1 (2014 edition) review
Volume Review: Super Satisfying Stealth
Metal Gear Solid V: The Phantom Pain Review – Almost Great
FIFA 16 Review: Inclusive, but Is It for Everyone?
The Deer God Review: Frustrating, Yet Fun
Phonejoy Gamepad 2 Review: A Solid Upgrade
Google Nexus 7 (2013) review
New Google Nexus 7 is good value even with higher price
Need for Speed Review
Assassin’s Creed Syndicate Review
Kindle Fire HDX 8.9 review
Asus Fonepad 7 review
Micromax Canvas Tab P650 review
WWE 2k16 Review
Apple iWork review
Lenovo Yoga Tablet 10 review
Fallout 4 Review
Alcatel Flash 2 Review
Pro Evolution Soccer 2016 Review: It’s Fast but Is It Fantastic?
Battleborn Preview
Elite: Dangerous Review – Lost in Space
Forza Motorsport 6 Review: Taking Pole Position
Microsoft Surface 2 and Surface 2 Pro: First impressions
Amazon Kindle Paperwhite 3G
Call of Duty: Black Ops 3 Review | Black Ops three Assessment
Dell Venue 7 and Dell Venue 8 review
Avion Flight Simulator 2015 Review
Lenovo Yoga Tablet 8 review
Anno 2205 Preview: Sci-Fi SimCity or Something More?
HTC One E9s Dual SIM Review
Rise of the Tomb Raider Evaluation
Micromax Canvas 5 Review
Star Wars Battlefront Review
Nvidia’s New GeForce Experience Makes It Dead Simple to Share and Record PC Games
Lenovo Vibe Shot Review
The Crew: Wild Run Review
Uncharted: The Nathan Drake Collection Review – Familiarity Breeds Contempt
Wickedleak Wammy Titan 5 Review
Xiaomi Redmi Note 3 First Impressions
Sky Sutra Is Part Shooter, Part Platformer, All Awesome – and Made in India
MSI Z170A Xpower Gaming Titanium Edition Review
Gionee Marathon M5 First Impressions
Rainbow Six Siege Review
Assassin’s Creed Chronicles India Review
Batman: Arkham Knight Season of Infamy DLC Review
Gravity Rush Remastered Review
Yu Yutopia First Impressions
HTC One A9 and HTC Desire 828 Dual SIM
Moto G Turbo Edition Review
Intex Cloud Flash Review
Gionee Marathon M5 Plus First Impressions
Obi Worldphone SF1 Review
InFocus M680 Review
Lenovo Vibe S1 Review
Prem Ratan Dhan Payo Game Review
Samsung Galaxy NotePRO 12.2: First impressions
Star Wars Battlefront Beta: Is It the Game You’ve Been Looking For?
Gears of War: Ultimate Edition Review – Worth Playing Again?
Yu Yutopia Review
Xolo Play Tegra Note review
Samsung Galaxy Tab global 7 review
HP ElitePad 900 review
Amkette Evo Gamepad Pro 2 Review
QiKU Q Terra Review
Lenovo Vibe P1 Review
4 Cut-Throat photography leeds Tactics That Never Fails
Microsoft HoloLens: First Impressions
Homefront: The Revolution Preview Is Better Than Its Trailer
Review: Olympus SZ-30MR
Review: Olympus PEN E-P3
Le Max Review
SanDisk iXpand Flash Drive Review: Useful but Expensive
Review: Olympus E5
BlackBerry Priv Review
Assassin’s Creed Chronicles
iPhone 6s and iPhone 6s Plus Review
Lenovo Vibe K4 Note First Impressions
Microsoft Lumia 950 XL Dual SIM Review
Asus ZenFone Max Review
Coolpad Note 3 Lite First Impressions
JBL T250SI Review
Coolpad Note 3 Lite Review
Review: Sony DSC HX100V
Review: Canon IXUS 1100HS
Review: Canon 600D
Philips SHE1360/97 Review
Sony SLT Alpha 33
Acer Iconia W4
Canon EOS 700D review
Nikon Coolpix P330 review
Asus PadFone X: First Impressions
Nikon J1 and V1
Sony Cybershot DSC-WX300 review
Microsoft Surface Pro 3

4.8 / 5. Votos: 45

Sem votos! Seja o primeiro.


AVISO: Este artigo é meramente informativo, não temos capacidade para receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Consulte o seu médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo