Alimentação

Gastrite: o que é, causas e sintomas

A gastrite é caracterizada pela inflamação do revestimento do estômago, que às vezes pode causar sintomas como desconforto abdominal, dor de estômago e indigestão.

A gastrite é diagnosticada por um exame chamado endoscopia, no qual um tubo flexível é inserido pela boca do paciente. O médico tira fotos do interior do estômago por meio de microcâmeras estrategicamente colocadas nas extremidades do aparelho, permitindo uma visão ampla e clara de tudo o que está acontecendo lá dentro.

Essas imagens são usadas pelo médico para fazer um diagnóstico.

A gastrite, como as úlceras, é uma doença péptica (digestiva), ambas inflamações do revestimento do estômago. O estômago tem funções básicas no nosso corpo: serve como depósito de alimentos e como a primeira etapa da digestão dos alimentos.

Aqui o alimento é dividido em pequenas partículas, sendo então absorvidas no intestino.

banner1 1

Existem dois tipos: a gastrite aguda e a gastrite crónica

A gastrite aguda permite uma visão simplificada porque ocorre repentinamente, desenvolve-se rapidamente e é facilmente associada a um agente causador:
drogas, infeções e estresse físico ou psicológico podem ocorrer causando gastrite aguda.

Há também muita confusão em relação à gastrite crónica, principalmente sobre os sintomas e a relação com os patógenos.

Sabe-se que a bactéria H. pylori pode causar gastrite crônica. Esta bactéria prospera em ambientes ácidos, como o estômago.

No entanto, o Helicobacter pylori causa a destruição da barreira protetora que reveste o revestimento do estômago, permitindo que o ácido do estômago ataque o próprio revestimento do estômago, levando à inflamação que caracteriza a gastrite.

Os principais sintomas da gastrite são:

  • Dor na área do estômago ou abdômen com sensação de pontada.
  • Indigestão
  • Perda de apetite
  • Náuseas e vómitos
  • Gases e arrotos frequentes
  • Sensação de saciedade antes de terminar uma refeição

Os sintomas incluem perda de apetite e perda de peso, náuseas e vómitos, arrotos e gases e/ou inchaço após uma pequena refeição.

Como é feito o diagnóstico?

O médico suspeita de gastrite quando o paciente relata a presença dos sintomas acima. O médico examina os hábitos alimentares do paciente, tomando medicamentos, consumindo bebidas alcoólicas, se o paciente já foi diagnosticado com outras doenças. Depois disso, testes adicionais podem ou não ser realizados.

É importante ressaltar que o diagnóstico de gastrite só pode ser confirmado por endoscopia digestiva alta, quando o médico visualiza o revestimento lesado do estômago e coleta fragmentos (biópsia) para exame citológico. Se a endoscopia não for realizada, o diagnóstico mais correto é a chamada dispepsia, que pode ou não ser funcional.

Se a causa da gastrite já puder ser identificada no histórico médico, por exemplo, o uso de anti-inflamatórios, o médico indicará o tratamento adequado. No caso do H. pylori, a infeção pode ser detetada no material obtido por meio de biópsia, endoscopia, teste respiratório ou exame de sangue.

Se o paciente for portador dessa bactéria, o médico decidirá se deve ou não erradicar a infeção com base na condição clínica do paciente.

Além do tratamento, existem algumas medidas simples que podem ajudar a aliviar os sintomas e prevenir a ocorrência de infeções.

Por exemplo, é muito útil comer em pequenas quantidades várias vezes ao dia para facilitar todo o processo digestivo no estômago sem sobrecarregá-lo.

Gastrite

A gastrite geralmente é uma inflamação dolorosa do interior do estômago e tem muitas causas. Muitas pessoas tratam os sintomas com uma variedade de remédios para azia, mas as causas podem variar desde o consumo excessivo de álcool até infeções bacterianas graves.

O abuso de álcool e anti-inflamatórios não esteroides, como aspirina ou ibuprofeno, podem danificar o revestimento do estômago.

A quantidade de bile pode aumentar em pacientes com doenças autoimunes ou do tecido conjuntivo.

As pessoas que sofrem de gastrite regularmente devem aprender como tratá-la e quando procurar aconselhamento médico profissional.

O tratamento da gastrite nervosa baseia-se na redução da superprodução de ácido gástrico para que a membrana mucosa possa se regenerar.

Para isso, é importante saber controlar as emoções e aprender a lidar com situações estressantes, pois o risco de desencadear uma crise de gastrite aumenta quando a pessoa está emocionalmente agitada. Muitas vezes, a combinação da terapia psicológica com o tratamento farmacológico ajuda a diminuir o tempo de início da crise e contribui para a cura da doença.

Para aliviar uma dor de estômago, o que você pode fazer é usar antiácidos naturais, como suco de batata-doce cru puro.

Para gastrite, siga uma dieta adequada, limitando o consumo de bebidas alcoólicas, refrigerantes, frutas ácidas, alimentos gordurosos e condimentados.

Os produtos lácteos podem aumentar a produção de ácido estomacal, sendo recomendável evitá-los durante a gastrite.

Beba um copo de água marron em suco com duas colheres de mel.

gastrite

Comer frutas frescas é um remédio natural muito importante para gastrite para pessoas que sofrem de gastrite.

Os mais saudáveis ​​e melhores são mamão e abacaxi, mas também gengibre, água de coco e chá de alcaçuz. Beba pelo menos 8 copos de água por dia para se manter bem hidratado.

Hortelã-pimenta, alecrim, camomila e espinheiro atuam como protetores estomacais e aliviam a dor.

Alimentos que você não deve comer:

  • Café, chá-preto, chocolate
  • Bebidas alcoólicas e refrigerantes
  • Frutas ácidas como laranjas, ananás, limões, morangos, tangerinas ou kiwis Frituras
  • Condimentos
  • azedos ou quentes, molhos e especiarias
  • Produtos ricos em cor e conservantes (como sucos ou lanches)
  • Produtos lácteos
  • Alimentos doces e açucarados (como bolos ou biscoitos)
  • salsichas e salsichas
  • alho e/ou cebola

Prevenção

Neste momento, apenas a infeção já adquirida pode ser tratada.

A menos que a causa seja a infeção por Helicobacter pylori, é possível eliminar algumas das outras causas comendo uma dieta saudável, bebendo álcool com moderação, usando apenas medicamentos prescritos e parando de fumar.

ALGUM CONSELHO:

Coma em pequenas quantidades e várias vezes ao dia e evite ficar mais de 3 horas sem comer.

Coma devagar, mastigando bem os alimentos, o que facilitará o esvaziamento gástrico e a digestão.
Não há razão para restringir a sua dieta, mas é possível limitar a ingestão de alimentos muito gordurosos, fritos, concentrados, doces.

Alimentos mais leves e simples. O consumo de café e outras bebidas com cafeína não é contraindicado se bem tolerado, mas essas bebidas são frequentemente associadas a sintomas.

Outra questão importante é a diligência na higiene pessoal e alimentar para reduzir a transmissão de agentes infecciosos.
Se não for tratada, pode levar a úlceras estomacais e sangramento.
Algumas formas de gastrite crónica podem aumentar o risco de câncer de estômago, especialmente se você tiver um revestimento de estômago fino e alterações nas células que revestem o estômago.

Fale com o seu médico se os seus sinais e sintomas não melhorarem apesar do tratamento.

HearNotes WireFree
OnePlus X
The Datacolor Spyder5
Fairphone 2
Acer Aspire Switch 12 S
Samsung SUHD JS9500
Nokia-Samsung Patent Verdict Expected Within Days
HTC RE Camera Review: Fun Concept, Patchy Implementation
Sigma dp2 Quattro Review: Captures Images Brimming With Colour
Canon PowerShot SX60 HS Review: Big Zoom, Average Performance
Audio Technica ATH-WS770iS Review
Jaybird X2 Review
Le 1s Review
Samsung Galaxy A7 (2016) and Galaxy A5 (2016) First Impressions
Asus ZenFone Zoom Review
No Need to Fret, Apple Is Doing Fine
Lenovo Phab Plus Review
Asus ZenPad 8.0 (Z380KL) Review: Flying the Android Tablet Flag
Google Mastered a Game That Vexed Scientists – and Their Machines – for Decades
Amazon Fire Tablet Review: Does a Lot for $50
Honor 5X Review
Honor Holly 2 Plus First Impressions
Japan’s 3D Printers Shape Dreams
Logitech UE Roll Review
Panasonic P66 Mega With 21 Indian Language Support Launched at Rs, 7,990
Lenovo Vibe X3 Review
Micromax Canvas Tab P690 Review: Only for Entertainment
Firewatch Review
Nokia C1 Leak Tips Launch With Android and Windows 10 Mobile Variants
Moto G (Gen 3) and Moto G Turbo Edition Now Available via Amazon
HTC Desire 626 Dual SIM Price Slashed in India
Sony RX100 III Review: Improving the Best
The Witness Review
Honor Holly 2 Plus Review
CMD Commands Every Windows User Must Know
iPhone 6s and iPhone 6s Plus First Impressions
Dragon’s Dogma: Dark Arisen PC Review
iBall Slide i701 Review: Don’t Judge Books by Their Covers
Globalspace Technologies Solt Review
Samsung Galaxy Tab S2 9.7 LTE Review: That Premium Feeling
Strontium Nitro Plus On-The-Go USB 3.0 and Micro SDHC UHS-1 With OTG Card Reader Review
Homido Mini Is a Cheap VR Headset That’s Even Simpler Than the Google Cardboard
Micromax Canvas Laptab LT666 Review: Super-Affordable Windows 2-in-1 With 3G
iPad Pro Review
Kanye West Announces Video Game; No Man’s Sky Creator Tweets His Support
Lytro Camera Review
Dying Light Review: Run as Fast as You Can
Life is Strange, Episode 1 Review: Teenage Drama and Time Travel
Game of Thrones: The Lost Lords Review – Full of Suspense but Short on Resolution
Grim Fandango Remastered Review: Death at Its Best
Mad Catz S.T.R.I.K.E. TE and Mad Catz R.A.T. TE Review: Better Than They Look
Don Bradman Cricket Review: If Cricket Is a Religion, This Is Prayer

4.8 / 5. Votos: 77

Sem votos! Seja o primeiro.


AVISO: Este artigo é meramente informativo, não temos capacidade para receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Consulte o seu médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo