Corpo

Psoríase – Distúrbios dermatológicos

A psoríase é uma doença de pele caracterizada pela descamação epidérmica, causada pela inflamação da derme, que pode ocorrer em todas as idades da vida.

A psoríase é uma doença inflamatória crônica da pele que afeta cerca de 3% da população e geralmente começa entre os 10 e 30 anos de idade.

Aparece como placas, principalmente em áreas expostas ao trauma, ou seja, o couro cabeludo, palmas das mãos e plantas dos pés, cotovelos e joelhos, mas pode eventualmente se espalhar por todo o corpo.

As placas mais antigas são mais grossas e mais brancas e tendem a ficar em pó no contato com a roupa. Estas placas se parecem muito com lâminas de grama aglomeradas umas sobre as outras.

Quais são os tipos de psoriase?

Existem diferentes tipos de psoríase, cada uma das quais pode ter intensidades diferentes. É essencial estar atento a todas as lesões escamosas e avermelhadas em partes do corpo como o couro cabeludo, cotovelos, joelhos e lombares e consultar imediatamente um médico para fazer um diagnóstico o mais cedo possível.

banner1 1

A psoríase em placas é o tipo mais comum, e as lesões são vermelhas, elevadas e cobertas com uma escala prateada, e variam em tamanho e extensão. Em contraste com sua aparência exuberante, são geralmente lesões assintomáticas.

A psoríase gutata é menos comum, geralmente afetando crianças e jovens, às vezes seguindo a faringite. O mais comum é aparecer de repente, com lesões que cobrem grandes áreas do corpo. Ela pode desaparecer ou progredir para a psoríase em placas. A psoríase inversa aparece principalmente nas áreas de dobras (axilas, virilhas e região inframamária) com lesões vermelhas, brilhantes e sem escamas.

A psoríase eritrodérmica, que pode ser muito grave, pois há o risco de desenvolver complicações, é uma forma particular de psoríase na qual toda a superfície do corpo fica vermelha e inflamada.

Finalmente, a psoríase com pústulas é caracterizada pelo aparecimento de “bolhas” cheias de pus. Esta psoríase pode ser de vários tipos, sendo a psoríase pustular de Zombusch a mais rara e mais grave, pois pode desenvolver complicações que ameaçam a vida e sintomas gerais, como mal-estar e febre.

Psoríase - Tratamento Natural (caseiro)

Tratamento Caseiro para a Psoríase

Existem várias doenças de pele com sinais muito semelhantes à psoríase, portanto, o diagnóstico e o exame clínico devem ser sempre realizados por um especialista na área: um dermatologista. Em alguns casos, a confirmação por biópsia de pele pode ser necessária.

Embora sua origem ainda não seja bem compreendida, parece haver uma base genética para esta desordem do sistema imunológico. Portanto, é comum que a psoríase ocorra em vários membros de uma mesma família.

A psoríase é freqüentemente estimulada por um evento estressante, o uso de certos medicamentos (beta-bloqueadores, antimaláricos, alguns anti-inflamatórios), amigdalite, um corte na pele, queimadura solar ou tempo seco e frio.

Isto mostra que, em geral, a psoríase depende da existência de uma predisposição genética associada a um estímulo externo.

As unhas podem ser afetadas na forma de distrofia das unhas com hiperqueratose (unhas espessadas), às vezes na forma de perfuração das unhas (pequenas depressões como punções) ou uma característica da psoríase, onicólise (separação da unha de seu leito distal de unhas).

Em muitos casos, isto estimula a impotência funcional, a dor e o estresse psicológico, com um impacto na qualidade de vida diária dos pacientes.

Entre 5 e 25% dos pacientes com psoríase podem desenvolver artrite psoriática. A artrite ou inflamação das articulações se manifesta por vermelhidão (rubor), inchaço (edema), calor e dor na área afetada.

Os pacientes com psoríase têm um risco aumentado de outras doenças: pressão alta, doença inflamatória intestinal, doença cardíaca, diabetes e depressão.

Ainda não há cura definitiva, mas os tratamentos existentes podem controlar os sintomas. O tratamento varia de acordo com a gravidade da doença.

psoríase

Um excelente tratamento natural para a psoríase é a lesma (Aloe vera) por suas propriedades anti-inflamatórias, regeneradoras e antioxidantes.

Este remédio natural consiste em fazer compressas com a polpa/gel da lesma e/ou beber o suco desta planta, sempre que ocorrerem lesões.

Outras dicas para melhorar o problema da psoríase:

– Tome banhos de sol semanais, os raios ajudam a remover as manchas escamosas.
– Tome um banho de água quente com 2 quilos de sal, quando sair aplique óleo em todo o corpo.
– Sempre que possível, vá até a praia.
– Experiência para aplicar nas áreas de placas, compressas úmidas em couve pura.
– Um dos tratamentos mais antigos é a aplicação de argila e a lavagem com chá de calêndula.

Os produtos de limpeza são indicados como a base de qualquer tratamento de pele, pois as toxinas têm um efeito essencial sobre a existência e persistência destas doenças.

Tratamento natural da psoriase

Entre as plantas referidas por seu efeito específico sobre os problemas de pele estão:

  • a bardana
  • a salsaparrilha
  •  a urtiga
  • a nogueira

As ervanárias têm misturas adequadas como produtos de limpeza ou mesmo para problemas de pele.

A dieta é um fator que facilita o enfraquecimento das lesões psoríase em nossa pele. Quando comemos alimentos processados, tais como conservas, conservas, embutidos, doces, refrigerantes e álcool, notamos que surgem novas lesões.

Peixes como atum, salmão e sardinha são recomendados, assim como uma dieta vegetariana.

Veja a lista de alimentos permitidos: frango, cordeiro, peixe, queijo, leite desnatado, ovos, grãos integrais, nozes, frutas e alguns vegetais.

Alimentos proibidos ou evitados são: carnes vermelhas, embutidos, frituras, alimentos amiláceos e gordurosos, refrigerantes, pimentas, tomates e beringelas.

Lembre-se de que beber muito álcool pode fazer com que a psoríase reapareça.

Muitas mudanças de pele desaparecem após algumas semanas em uma dieta de saladas e frutas cruas. Frutas e legumes devem ser consumidos como estão, sem cozinhar. As saladas devem ser vestidas com azeite de oliva e limão.

É importante sublinhar que não existe uma dieta milagrosa para combater a psoríase, mas controlar a doença sem esta dieta restritiva é impossível. O mais importante é fortalecer o sistema imunológico para evitar o acúmulo de toxinas.

O exercício físico é um grande aliado na cura. Ginásio, caminhada, jogging, tudo ajuda muito. A concentração e o relaxamento ajudam e eliminam a tensão e o estresse da vida cotidiana.

A prática de pilates, yoga e meditação, geram momentos de relaxamento e estes devem fazer parte de sua vida nesta nova etapa de cura.

psoríase

Para melhorar a gestão da psoríase, considere o seguinte:

1. comer mais peixes de água fria (sardinha, atum, salmão, bacalhau), sementes de abóbora, legumes coloridos e grãos inteiros.

2. Evite álcool e gorduras saturadas.

3. Reduza o estresse e não fume.

4. Passar 10-15 minutos por dia ao ar livre, ao sol.

5. Considere tomar suplementos de óleo de peixe e usar creme de uva Oregon para reduzir a inflamação.

Não há como prevenir esta doença, mas você pode reduzir o número de surtos, mantendo sua pele seca e bem cuidada, evitando estresse, ansiedade e medicamentos que podem desencadeá-la.

Também é útil para reduzir o consumo de álcool e tabaco, pois isso pode aumentar a gravidade dos surtos.

A psoríase não é contagiosa

Impacto familiar, social e profissional

Além do impacto causado pelas manifestações cutâneas e pela própria doença, que pode ser limitadora, a psoríase é uma doença de grande ignorância e preconceito que pode levar os pacientes a serem excluídos, sentindo-se isolados ou mesmo optando por se isolar, pois muitas pessoas ainda acreditam que ela é contagiosa.

É importante que os pacientes aceitem a doença, que falem sobre ela (por exemplo, através de um grupo de apoio) e que tentem adotar uma atitude proativa e positiva.

4.1 / 5. Votos: 19

Sem votos! Seja o primeiro.


AVISO: Este artigo é meramente informativo, não temos capacidade para receitar nenhum tratamento médico nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Consulte o seu médico no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo